Resultado da pesquisa (3)

Termo utilizado na pesquisa desgaste dentário

#1 - Periodontitis in sheep in Pernambuco, Northeastern Brazil

Abstract in English:

Cases of periodontitis in sheep from the Agreste and Zona da Mata regions of Pernambuco, Northeastern Brazil, are described. Information on breed, age and sex of affected animals as well as clinical and pathological aspects of the disease were obtained during farm visits. Fifteen animals from a total of 450 Santa Inês sheep, aged between three and twelve years, showed low body condition score, dull coat, and difficulty in feeding followed by pain on palpation of the mandibular region. Physical examination of the oral cavity of affected animals and post mortem findings of slaughtered individuals revealed varying degrees of periodontitis, wear, fracture, mobility, and loss of teeth associated with gingival retraction, presence of biofilm and food packing between incisors, premolars and molars teeth. Increased mandibular volume was observed in eight animals and, in two of them, an abscess fistula, exclusively in mandibular teeth. The occurrence of periodontitis in sheep had not been recorded until now in Northeastern Brazil and, thus, this is the first description of cases in the region.

Abstract in Portuguese:

Descrevem-se casos de periodontite em ovinos provenientes das regiões do Agreste e Zona da Mata de Pernambuco, Nordeste do Brasil. Informações sobre raça, idade e sexo dos animais afetados bem como os aspectos clínicos e patológicos dos surtos foram obtidos a partir de visitas às propriedades e são reportados. 15 animais de um total de 450 ovinos da raça Santa Inês, com idade entre três a doze anos de idade manifestaram baixa condição corporal, pelagem sem brilho e dificuldade de alimentar-se, acompanhado de dor à palpação na região mandibular. O exame físico da cavidade oral dos animais afetados e os achados post mortem de indivíduos abatidos revelaram graus variados de periodontite, desgaste, fratura, mobilidade e perda dentária, associados a retração gengival, presença de biofilme e compactação de resíduos alimentares entre os dentes incisivos, pré-molares e molares. Em oito animais havia aumento de volume mandibular e em dois deles observaram-se abscessos fistulados que ocorreram exclusivamente nos dentes mandibulares. A ocorrência de periodontite em ovinos não têm sido registrada no Nordeste do Brasil, sendo estes os primeiros casos descritos na região.


#2 - Oral affections in an ex situ population of marsh deer (Blastocerus dichotomus): a retrospective study (1990-2020)

Abstract in English:

Oral diseases are limiting to health, welfare, and conservation practices, especially in the case of endangered animals. In this retrospective study, a survey on oral health-related conditions noted in the clinical records for 261 deer comprised in an ex situ population of the Marsh Deer Conservation Center (CCCP) over 30 years (1990-2020) was carried out. Of these, 49 (18.77%) marsh deer (31 females - 63.27% and 18 males - 36.73%) had clinical oral affections; the affected deer’s mean age was 8.9 years. Logistic regression analysis was performed, and the variable age was significantly associated with the presence of dental affections. Thus, with a change in the age category, a deer had eight times the chance of manifesting oral affections; therefore, age can be considered a risk factor for the manifestation of oral affections in the species. Increased facial volume (65.3%), accumulation of food in the mouth (36.7%), tooth loss (22.4%), fistulas (22.4%), mucosal or palatal lesions (22.4%), tooth wear (20.4%), and tooth root exposure (18.3%) were the most frequently recorded lesions. The relatively high occurrence of oral affections in Blastocerus dichotomus reiterates the importance of oral health care when deer are kept in human care.

Abstract in Portuguese:

As doenças bucais são limitantes para as práticas de saúde, bem-estar e conservação, especialmente no caso de animais ameaçados de extinção. Neste estudo retrospectivo, realizou-se um levantamento sobre condições relacionadas à saúde bucal observadas nos registros clínicos de 261 cervídeos que compunham uma população ex situ do Centro de Conservação do Cervo-do-Pantanal durante um período de 30 anos (1990-2020). Destes, 49 (18,77%) cervos-do-pantanal (31 fêmeas (63,27%) e 18 machos (36,73%)) apresentavam afecções clínicas bucais; e a idade média dos cervídeos afetados foi de 8,9 anos. Realizou-se a análise de regressão logística e a variável idade mostrou associação significativa com a presença de afecções dentárias. Assim, com a mudança de categoria de idade, um cervídeo teve oito vezes mais chances de manifestar afecções bucais; portanto, a idade pode ser considerada como fator de risco para manifestação de afecções bucais na espécie. Aumento de volume facial (65,3%), acúmulo de alimentos na boca (36,7%), perda dentária (22,4%), fístulas (22,4%), lesões nas mucosas ou palatinas (22,4%), desgaste dentário (20,4%) e exposição de raiz (18,3%) foram as lesões mais registradas. A ocorrência relativamente alta de afecções bucais em Blastocerus dichotomus reitera a importância dos cuidados com a saúde bucal quando os cervídeos são mantidos sob cuidados humanos.


#3 - Dental lesions in cattle and sheep due to industrial pollution caused by coal combustion

Abstract in English:

Diverse dental lesions were verified on 11 farms located between 1.2 and 9.6 km from a coal-combustion thermoelectric plant in the municipality of Bagé, Rio Grande do Sul, Brazil. The incisor teeth of some animals appeared opaque with white spots, yellowishbrown discoloration and hypoplasia of the enamel. Gingival hyperplasia was also seen. These lesions were numerous on the farms close to the plant and less frequent on those more distant. The most important alteration was dental wear. Incisor teeth of cattle from farms near the plant were completely worn down by the time the animals were six to seven years of age; the degree of wear was related to the distance between the farms and the plant as a linear function [Y = 4.11 + (- 0.42x); r2 = 0.75 (P < O.OS)]. Histological lesions of permanent incisors were characterized by hyperplasia of the cernentum, proliferation of the dentin, and periodontal pocketing with alveolar bone resorption. Excessive and irregular wear was also observed in prernolar and molar teeth. Sheep presented lesions similar to those observed in cattle; ewes three to four years old showed completely worn down incisors. Fluoride levels in cattle on a farm located 2.45 km from the plant varied from 1091 to 5673 ppm (X̅ = 2539 ppm) in nine humerus bones and from 389 to 2931 ppm (X̅ = 1346 ppm) in 21 mandibles. These levels decreased as the distance from the plant increased; on a farm 7.5 km away, fluoride levels were 386 ppm in humerus bones and 265 ppm in mandibles. The results obtained confirm the diagnosis of fluoride poisoning, a condition that was previously described in the city of Rio Grande, Rio Grande do Sul, and attributed to pollution cause d by phosphate processing factories. In the Candiota region the enamel lesions were less pronounced and the fluoride levels lower than those observed in Rio Grande, however, the dental wear was much more accentuated in the animals from Candiota. Two factors might be responsible for this dental wear: the abrasive effect of particles eliminated into the air during coal combustion, the most important of which appears to be silica; and the decrease in the resistance of the enamel as a consequence of fluoride poisoning.

Abstract in Portuguese:

Diversas lesões dentárias foram constatadas em 11 propriedades localizadas entre 1,2 e 9,6 km de urna usina termoelétrica no município de Bagé, Rio Grande do Sul. Os dentes incisivos de alguns animais apresentavam-se opacos, com manchas brancas, pigmentação amarelo-marrom, hipoplasia do esmalte. Hiperplasia da gengiva também ·foi observada. Tais lesões eram consideráveis nos estabelecimentos mais próximos da usina e discretas nos demais. A alteração mais importante era o desgaste dentário. Os bovinos dos estabelecimentos mais próximos da usina apresentavam desgaste completo dos seus incisivos aos 6 ou 7 anos de idade; o grau de desgaste esteve relacionado à distância entre os estabelecimentos e a usina como uma função linear Y = 4,11 + (- 0,42. x); r2 = 0,75 (P < 0,05). As lesões histológicas dos incisivos permanentes foram caracterizadas por hiperplasia do cemento, proliferação de dentina reacional, e formação de bolsa peridentária com reabsorção do osso alveolar. Desgaste excessivo e irregular foi observado também em dentes premolares e molares. Os ovinos apresentaram lesões similares às dos bovinos; ovelhas de 3 à 4 anos de idade apresentavam desgaste total de seus incisivos. Os níveis de flúor em bovinos, em um estabelecimento situado a 2,45 km da usina variaram de 1091 a 5673 ppm (X̅ = 2539 ppm) em nove úmeros e de 389 a 2931 ppm (X̅= 1346 ppm) em 21 mandíbulas. Os níveis de flúor diminuíram a medida que aumentava a distância da usina; em um estabelecimento situado a 7 ,5 km os níveis foram de 386 ppm em úmero e 265 ppm em mandíbula. Os resultados obtidos confirmam o diagnóstico de intoxicação por flúor, doença que foi diagnosticada anteriormente no município de Rio Grande, RS, como conseqüência da poluição causada por fábricas de adubo. Na região de Candiota as lesões do esmalte são menos pronunciadas e os níveis de flúor mais baixos que os observados em Rio Grande; o desgaste dentário, no entanto, é muito mais acentuado nos animais de Candiota. Dois fatores seriam responsáveis pelo desgaste dentário: o efeito abrasivo dos particulados eliminados com o efluente da combustão de carvão, dos quais o mais importante pareceria ser o silício; a diminuição da resistência do esmalte como conseqüência da intoxicação por flúor.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV
-->