Resultado da pesquisa (6)

Termo utilizado na pesquisa Galvão A.

#1 - Ocurrence enzootic hematuria in buffaloes in Brazil: epidemiological, clinical, and pathological aspects

Abstract in English:

It is reported the occurrence of enzootic hematuria (EH) in buffaloes in Brazil after performing an epidemiological survey and clinicopathological analises. To date, EH caused by ingestion of Pteridium esculentum subsp. arachnoideum, a radiomimetic plant popularly known as “bracken fern”, has not been described in this species in Brazil. Bovine EH is responsible for high economic losses in Brazil’s Southeast Region not only because of the deaths it causes, but also owing to its negative effect on productivity. In São José do Barreiro County, São Paulo, some farmers in areas with a high incidence of bovine EH have been replacing cattle with buffaloes, based on the premise that the latter would be more resistant to poisoning by ingestion of Pteridium spp. However, even though initial observations indicated that buffaloes are indeed less sensitive than cattle to the toxic principle of Pteridium spp., cases of hematuria in this species have been reported. According to preliminary date, EH only occurs in buffaloes over six years of age. Macroscopic examination revealed a thickened urinary vesicle mucosa, along with multiple foci of ulcerated, exophytic, verrucous, and pedunculated lesions. In one of the buffaloes studied, the bladder wall was ruptured and exhibited marked secondary inflammation. Histologically, neoplastic and non-neoplastic changes similar to those described in cattle poisoned by Pteridium spp. were observed. The neoplasms found included papilloma, carcinoma in situ, urothelial carcinoma (low and high grade), inverted, microcystic, and trabecular variants, urothelial carcinoma with divergent differentiation (squamous and glandular), squamous cell carcinoma, lymphangioma, hemangioma, and hemangiosarcoma. There was also coexistence of epithelial and mesenchymal neoplasms. Bovine papillomavirus particles were not detected by polymerase chain reaction in the bladder samples analyzed.

Abstract in Portuguese:

Descreve-se, através de levantamento epidemiológico e avaliação clínico-patológica, a ocorrência de hematúria enzoótica (HE) em búfalos no Brasil. Essa condição, causada pela ingestão da planta radiomimética Pteridium esculentum subsp. arachnoideum, conhecida popularmente como “samambaia” ou “samambaia do campo”, até então não havia sido descrita nessa espécie no Brasil. Na Região Sudeste, a HE bovina é responsável por elevadas perdas econômicas, devidas não apenas aos óbitos, mas também em função da queda de produtividade. No município de São José do Barreiro/SP, alguns produtores de áreas com alta incidência de HE bovina, vêm substituindo os bovinos por búfalos, com base na premissa de que estes seriam mais resistentes à intoxicação. Embora, de acordo com observações iniciais, os búfalos realmente sejam menos sensíveis que os bovinos ao princípio tóxico de Pteridium spp., ainda assim, tem-se verificado a ocorrência de casos de hematúria nessa espécie. De acordo com o levantamento inicial, a HE só ocorre em búfalos com idade a partir de seis anos. Ao exame macroscópico, verificou-se a mucosa da bexiga espessa, com múltiplos focos de lesões ulceradas, exofíticas, papiliformes, verrucosas, pedunculadas. Histologicamente, foram observadas alterações neoplásicas e não neoplásicas semelhantes às descritas nos bovinos com HE. Entre as neoplasias foram encontrados papiloma, carcinoma in situ, carcinoma urotelial (baixo e alto grau), variantes invertida, microcística e trabecular, carcinoma urotelial com diferenciação divergente (escamosa e glandular), carcinoma de células escamosas, linfangioma, hemangioma e hemangiossarcoma. Ocorreu também coexistência entre neoplasias epiteliais e mesenquimais. Não foram detectadas partículas de papilomavírus bovino pelo teste PCR nas amostras de bexiga analisadas.


#2 - Increased of nitric oxide plasma concentration in dogs with naturally acquired chronic renal disease, 37(8):847-852

Abstract in English:

ABSTRACT.- Galvão A.B., Carvalho M.B., Batalhão L.G., Silva J.C.B., Batalhão M. & Carnio E.C. 2017. Increased of nitric oxide plasma concentration in dogs with naturally acquired chronic renal disease. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(8):847-852. Medicina Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: andrebgalvao@gmail.com This study aimed to determine the amount of plasma nitric oxide in clinically stable dogs at different stages of chronic kidney disease (CKD). Five groups of dogs were studied, aged from 4 to 18, comprising of a control group composed of healthy animals (control n=17), group CKD stage 1 (DRC-1, n=12), group CKD stage 2 (CKD-2, n=10) group, CKD stages 3 (CRD-3, n=13) and Group CKD stage 4 (DRC-4, n=10). Dogs with CKD were clinically stable and received no treatment. Two blood samples were collected at 24 hours intervals (repeated measures) to obtain serum and plasma. The serum creatinine values were used to classify dogs as CG, CKD-1, CKD-2, CKD-3 and CKD-4, and were (1.02±0.02mg/dL), (1.07±0.04mg/dL), (1.81±0.03mg/dL), (3.40±0.15mg/dL) and (6.00±0.20mg/dL) respectively. The determination of nitric oxide (NO) was performed by dosing nitrate/nitrite indirectly, and used for measurement of nitrate according to the NO/ozone chemiluminescence. The data were submitted to ANOVA for nonparametric analysis(Kruskal-Wallis) (P<0.05). The concentration of plasmatic NO did not differ significantly among GC (10.81±0.51µM), CKD-1 (15.49±1.97µM) and CKD-2 (19.83±3.31µM) groups. The plasma concentration of CKD-3 (17.02±1.73µM) and CKD-4 (83.56±13.63µM) was significantly higher compared with healthy dogs. In conclusion, the NO plasma concentration can increase in dogs with CKD and become significantly higher in stage 3 and 4 dogs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Galvão A.B., Carvalho M.B., Batalhão L.G., Silva J.C.B., Batalhão M. & Carnio E.C. 2017. Increased of nitric oxide plasma concentration in dogs with naturally acquired chronic renal disease. [Aumento da concentração plasmática de óxido nítrico em cães com doença renal crônica naturalmente adquirida.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(8):847-852. Medicina Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: andrebgalvao@gmail.com A determinação de óxido nítrico no plasma em cães clinicamente estáveis em diferentes estágios da doença renal crônica (DRC) não foi estudada, constituindo este o objetivo do presente estudo. Foram estudados cinco grupos de cães, com idade variando entre quatro a 18 anos, compreendendo o grupo controle, composto por animais sadios (controle, n=17), grupo com DRC estágio 1 (DRC-1, n=12), grupo com DRC estágio 2 (DRC-2, n=10), grupo com DRC estágio 3 (DRC-3, n=13) e grupo com DRC estágio 4 (DRC-4, n=10). Os cães com DRC estavam com o quadro clínico estável e sem receber qualquer tipo de tratamento. Foram estudados cinco grupo de cães, com idade variando entre quatro a 18 anos, compreendendo o grupo controle, composto por animais sadios (controle, n=17), grupo com DRC estágio 1 (DRC-1, n=12), grupo com DRC estágio 2 (DRC-2, n=10), grupo com DRC estágio 3 (DRC-3, n=13) e grupo com DRC estágio 4 (DRC-4, n=10). Os animais sadios ou com DRC foram submetidos a duas coletas de sangue, com intervalo de 24 horas (amostras repetidas), para obtenção de soro e plasma. Os valores de creatinina sérica, que definiram a classificação dos pacientes do controle, DRC-1, DRC-2, DRC-3 e DRC-4, que foram 1,02±0,02mg/dL; 1,06±0,05mg/dL; 1,80±0,03mg/dL; 3,39±0,21mg/dL e 6,00±0,28mg/dL, respectivamente. A determinação plasmática indireta de óxido nítrico (NO) foi realizada por meio da dosagem de nitrato/nitrito, através da técnia de quimioluminescência NO / ozono. Os dados foram submetidos à ANOVA para análise não paramétrica (Kruskal-Wallis) (P <0,05). Os resultados das concentrações plasmáticas de NO não diferiram significativamente quando comparados os dados do controle (10,81±0,51µM), DRC-1 (15,49±1,97µM), DRC-2 (19,82±3,31µM). No entanto, o NO plasmático do grupo DRC-3 (17,01±1,73µM) e DRC-4 (83,55±13,63µM), foi significativamente maior, em relação às médias dos cães sadios. Concluímos que a concentração plasmática de NO pode aumentar em cães com DRC e torna-se significativamente mais elevada nos estágios 3 e 4 da doença.


#3 - Cattle diseases associated with consumption of beer residues, 35(12):956-964

Abstract in English:

ABSTRACT.- Brust L.A.C., Aragão A.P., Bezerra Jr P.S., Galvão A., França T.N., Graça F.A.S. & Peixoto P.V. 2015. [Cattle diseases associated with consumption of beer residues.] Enfermidades em bovinos associadas ao consumo de resíduos de cervejaria. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(12):956-964. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br The use of brewery by-products in cattle feed has grown in recent years as an excellent alternative for maintenance or increase in cattle productivity especially in Southeastern Brazil. Among the most employed by-products are malted barley waste and brewer’s yeast, a liquid by-product that contains alcohol and is widely used in the State of Rio de Janeiro. Careless or incorrect use of these products, as well as inadequate storage, can cause ethanol poisoning, neurotoxicosis by Aspergillus clavatus, ruminal acidosis and botulism. This paper highlights the importance of these conditions as causes of severe economic losses to livestock, and provides support for the establishment of diagnosis, differential diagnosis and prophylaxis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Brust L.A.C., Aragão A.P., Bezerra Jr P.S., Galvão A., França T.N., Graça F.A.S. & Peixoto P.V. 2015. [Cattle diseases associated with consumption of beer residues.] Enfermidades em bovinos associadas ao consumo de resíduos de cervejaria. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(12):956-964. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br A utilização de subprodutos de cervejaria na alimentação de bovinos tem crescido nos últimos anos como uma excelente alternativa na manutenção ou aumento da produtividade na bovinocultura, sobretudo na Região Sudeste. Entre os resíduos mais empregados estão o bagaço de malte oriundo da “cevada” e o “levedo de cerveja”, um subproduto líquido que contém álcool, muito utilizado no Estado do Rio de Janeiro. O uso incorreto ou sem os devidos cuidados, bem como o armazenamento de forma inadequada, contudo, podem ser responsáveis por quadros de intoxicação por etanol, neurotoxicose por Aspergillus clavatus, acidose ruminal e botulismo. Esse trabalho tem por intuito alertar para a importância dessas condições como causa de sérios prejuízos econômicos à pecuária e fornecer subsídios para o estabelecimento do diagnóstico, diagnóstico diferencial e profilaxia das mesmas.


#4 - Imuno-histopatologic diagnosis of subclinic bovine paratuberculosis in the state of Rio de Janeiro, 33(12):1427-1432

Abstract in English:

ABSTRACT.- Yamasaki E.M., Brito M.F., McIntosh D., Galvão A., Peixoto T.C. & Tokarnia C.H. 2013. [Imuno-histopatologic diagnosis of subclinic bovine paratuberculosis in the state of Rio de Janeiro.] Diagnóstico imuno-histopatológico da paratuberculose subclínica em bovinos no estado do Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1427-1432. Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: elise_my@yahoo.com.br The early and specific diagnosis of paratuberculosis remains a challenge due to the low sensitivity of the currently available laboratory tests and also because of variations in the immune response towards infection with Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. Globally this disease causes significant economic losses, primarily in dairy cattle, owing to the chronic nature of the infection. Paratuberculosis has been described in a number of Brazilian states and from a diversity of domestic ruminant species clearly demonstrating that the disease is present in the country and highlighting the requirement for the development of diagnostic techniques for confirmation of infection and for epidemiological analyses. The aim of this study was to characterize the anatomo-histopathological and immunohistochemical findings in the bowel and mesenteric lymph nodes of assymptomatic cattle, derived from paratuberculosis positive herds located in state of Rio de Janeiro, Brazil. Macroscopic examination during necropsy revealed nonspecific changes including reddening of the gut mucosa, increased volumes for the Peyer’s patches and mesenteric lymph nodes and in some case dilation and whitening of the mesenteric lymphatic vessel. Histopathology revealed granulomatous infiltration, occasionally with the formation of giant cells in the jejunal and ileal mucosa or sub-mucosa, and/or in the cortical region of the mesenteric lymph nodes, in 32 of the 52 cattle examined. Tissue sections from these animals were subjected to Ziehl-Neelsen staining, but the presence of acid-fast bacilli was not observed. Subsequent analysis, employing genus specific immunohistochemisty for Mycobacterium, revealed areas of immunoreactivity in sections prepared from a total of six animals. The results of this investigation highlighted the value of histopathology and particularly immunohistochemistry as tools for the diagnosis of subclinical paratuberculosis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Yamasaki E.M., Brito M.F., McIntosh D., Galvão A., Peixoto T.C. & Tokarnia C.H. 2013. [Imuno-histopatologic diagnosis of subclinic bovine paratuberculosis in the state of Rio de Janeiro.] Diagnóstico imuno-histopatológico da paratuberculose subclínica em bovinos no estado do Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1427-1432. Curso de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: elise_my@yahoo.com.br O diagnóstico precoce e específico da paratuberculose ainda é um desafio. Isto pode estar associado à baixa sensibilidade dos testes laboratoriais e ou à variação da resposta imunológica frente à infecção por Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. Mundialmente, é uma enfermidade que causa importantes prejuízos econômicos, em especial, à bovinocultura leiteira, devido ao caráter crônico da infecção. No Brasil, a paratuberculose já foi descrita em diversas espécies de ruminantes domésticos e em vários estados, o que demonstra que a enfermidade está presente em território nacional e há a necessidade de elaboração de técnicas de diagnóstico para a confirmação da infecção. O objetivo deste trabalho foi caracterizar os achados anátomo-histopatológicos e imuno-histoquímicos em intestino e linfonodos mesentéricos de bovinos assintomáticos, provenientes de rebanhos positivos para paratuberculose localizados no estado do Rio de Janeiro, Brasil. O estudo macroscópico revelou alterações inespecíficas tais como áreas avermelhadas na mucosa do intestino, aumento do volume das placas de Peyer e dos linfonodos mesentéricos, além disso, observou-se que vasos linfáticos mesentéricos estavam dilatados e esbranquiçados. Do total de 52 vacas leiteiras avaliadas, a histopatologia revelou infiltração granulomatosa, por vezes com formação de células gigantes multinucleadas, em mucosa e ou submucosa de jejuno, íleo e em linfonodos mesentéricos, principalmente na região cortical, em 32 animais. Estes bovinos foram submetidos à coloração de Ziehl-Neelsen cujo teste não demonstrou reação positiva, no entanto, quando analisados pelo teste imunohistoquímico para Mycobacterium spp. observou-se imunorreação em 6 animais. Desta forma, a histopatologia e imunohistoquímica pode ser uma importante ferramenta para diagnóstico da paratuberculose subclínica.


#5 - Survival/viability of cattle with Bovine Enzootic Hematuria after transfer to area free of Pteridium arachnoideum, 32(9):887-902

Abstract in English:

ABSTRACT.- Galvão A., Brito M.F., Aragão A.P., Yamasaki E.M., Peixoto P.V. & Tokarnia C.H. 2012. [Survival/viability of cattle with Bovine Enzootic Hematuria after transfer to area free of Pteridium arachnoideum.] Sobrevivência/viabilidade de bovinos com Hematúria Enzoótica após transferência para região livre de Pteridium arachnoideum. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):887-902. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: tokarnia@ufrrj.br With the objective of explaining the question of survival of cattle affected by Enzootic Hematuria, when transferred to areas free of Pteridium arachnoideum, the study was accomplished in two parts: a) by a questionnaire regarding the epidemic aspects of that illness, which was answered by the proprietors of 73 cattle establishments visited in the areas of Southeast of Brazil, where P. arachnoideum is prevalent. The applied questionnaire to the proprietors indicates that enzootic hematuria is responsible for serious socioeconomic problems; b) clinical and laboratorial attendance of 51 cattle of this area affected by Enzootic Hematuria, between 2007 and 2011, transferred to area free of P. arachnoideum. More than 90% of the affected animals by HEB died before two years after removal from areas free of P. arachnoideum.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Galvão A., Brito M.F., Aragão A.P., Yamasaki E.M., Peixoto P.V. & Tokarnia C.H. 2012. [Survival/viability of cattle with Bovine Enzootic Hematuria after transfer to area free of Pteridium arachnoideum.] Sobrevivência/viabilidade de bovinos com Hematúria Enzoótica após transferência para região livre de Pteridium arachnoideum. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):887-902. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: tokarnia@ufrrj.br Com o objetivo de esclarecer a questão da sobrevida de bovinos afetados por Hematúria Enzoótica, quando transferidos para áreas livres de Pteridium arachnoideum, o estudo foi realizado em duas partes: a) aplicação de questionário versando sobre os aspectos epidemiológicos dessa enfermidade, respondido por proprietários de 73 estabelecimentos pecuários visitados nas áreas da Região Sudeste onde P. arachnoideum é prevalente. O questionário aplicado aos proprietários indica que a HEB é causa de sérios problemas sócio-econômicos. b) acompanhamento clínico e laboratorial de 51 bovinos desta região, afetados pela Hematúria Enzoótica entre 2007 e 2011, transferidos para região livre de P. arachnoideum. Verificou-se que mais de 90% dos animais afetados por HEB morre antes de dois anos após serem transferidos para áreas indenes de P. arachnoideum.


#6 - Clinic-pathological aspects and control of paratuberculosis in a dairy cattle herd, 30(11):921-932

Abstract in English:

ABSTRACT.- Yamasaki E.M., Tokarnia C.H., Galvão A., Gomes M.J.P., Chies J.A.B., Veit T.D., Aragão A.P. & Brito M.F. 2010 [Clinic-pathological aspects and control of paratuberculosis in a dairy cattle herd.] Aspectos clínico-patológicos e controle da paratuberculose em rebanho bovino leiteiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(11):921-932. Curso de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: elise_my@yahoo.com.br Paratuberculosis (Johne´s disease) is a granulomatous enteritis of ruminants caused by Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. Epidemiology, clinic-pathological and laboratorial aspects of paratuberculosis in a dairy cattle herd are described. The disease was diagnosed from 2006 to 2009 in eight cows that presented chronic-intermittent diarrhea and chronic weight loss, in the Rio Claro municipality, Rio de Janeiro. At necropsy, the subserosal lymphatic vessels were proeminent and dilated, mesenteric nodes were enlarged and intestinal mucosa was corrugated, thickened and of microgranular aspect. From duodenum to the rectum, histopathology revealed severe and diffuse granulomatous inflammation of the lamina propria and submucosa, broadened and distorted villi, dilatation of the lymphatic vessels in their apex, lymphangioectasia and granulomatous lymphangitis in the submucosa. Ziehl-Neelsen stain showed variable amounts of acid-fast bacilli in macrophages, in Langhans giant cells and freely in the mucosa and submucosa of the small intestine, colon and lymphnodes. In some cows, the lamina propria presented severe hypertrophy, mainly in the jejunum and ileum. Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis was isolated through bacterial cultivation of samples taken from feces, intestinal mucosa and milk, and identified through IS900 PCR. From 298 cows older than three years, the percentage of reactive animals was 40% by indirect ELISA test. The diagnosis of paratuberculosis was based on clinic-epidemiological data, serology, bacterial isolation in Herrold egg yolk medium with micobactin and on IS900 PCR. After the adoption of control measures, as slaughter of cows with clinical signs, selective slaughter of seropositive cows, removal of the calf from the dam at birth, and use of the colostrum bank, we observed a reduction from six clinical cases to only one case per year, in the last three years of the study.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Yamasaki E.M., Tokarnia C.H., Galvão A., Gomes M.J.P., Chies J.A.B., Veit T.D., Aragão A.P. & Brito M.F. 2010 [Clinic-pathological aspects and control of paratuberculosis in a dairy cattle herd.] Aspectos clínico-patológicos e controle da paratuberculose em rebanho bovino leiteiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(11):921-932. Curso de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: elise_my@yahoo.com.br A paratuberculose ou doença de Johne é uma enterite granulomatosa causada por Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis. Descrevem-se os aspectos epidemiológicos, clínico-patológicos e laboratoriais da paratuberculose em rebanho bovino leiteiro no município de Rio Claro, região Sul do Estado do Rio de Janeiro. No período de 2006 a 2009, oito vacas adultas da raça Girolanda apresentaram diarreia crônico-intermitente e perda progressiva de peso. À necropsia, observaram-se linfonodos mesentéricos aumentados de volume e úmidos ao corte, vasos linfáticos subserosos das alças intestinais proeminentes, serosa do intestino com aspecto anelado e cerebroide e a mucosa espessada, pregueada e com aspecto microgranular. À microscopia havia, desde o duodeno até o reto, inflamação granulomatosa difusa, marcada dilatação dos vasos linfáticos no ápice das vilosidades, linfangiectasia e linfangite granulomatosa na submucosa, muscular e serosa. A inflamação granulomatosa também foi vista nos linfonodos mesentéricos. A coloração de Ziehl-Neelsen revelou variável quantidade de bacilos álcool-ácido resistentes no interior de macrófagos, de células gigantes de Langhans e livres na mucosa e submucosa dos intestinos delgado e grosso e em linfonodos mesentéricos. Em alguns animais, a lâmina própria da mucosa, principalmente do jejuno e íleo exibia acentuada hipertrofia. Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis foi isolado em cultivo bacteriano de Herrold com micobactina, a partir de amostras de fezes, de raspado de mucosa intestinal e de leite e identificado pela técnica de PCR IS900. Através da avaliação sorológica semestral, foram analisadas 298 vacas do mesmo rebanho a partir de três anos de idade, observou-se cerca de 40% de animais reagentes ao teste ELISA indireto no período estudado. O diagnóstico da paratuberculose foi baseado nos dados clínico-patológicos, na sorologia, no isolamento e identificação do agente através de cultivo bacteriano e PCR IS900. Após implementação de medidas de controle, tais como eliminação de animais doentes, abate seletivo dos animais soropositivos, separação dos bezerros ao nascer e utilização de banco de colostro, observou-se, nos três anos de estudo, diminuição da ocorrência de casos clínicos no rebanho, de seis casos por ano para cerca de um caso por ano.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV
-->