Resultado da pesquisa (7)

Termo utilizado na pesquisa Brust L.A.

#1 - Guidelines for the diagnosis and differential diagnosis of snakebite envenoming of ruminants in Brazil

Abstract in English:

In Brazil, snakebites are often cited as a cause of mortality in ruminants, but there are discrepancies in the literature regarding its actual prevalence, either by lack of diagnosis or by mistakes in the differential diagnosis. Among the factors that hinder the diagnosis are included the inconsistencies to distinguish between accidents caused by Bothrops and Crotalus, responsible for over 90% of the cases. For the diagnosis of accidents involving Lachesis muta, both the neurotropic and the proteolytic/hemolytic effects must be considered, similar to what is described in Crotalus scutulatus. This article describes the main clinical, pathological, and laboratory findings observed in envenoming by the aforementioned snakes and suggests procedures for establishing the diagnosis and differential diagnosis starting from a logical sequence, based on epidemiological evidence, clinical, laboratory, and pathological findings.

Abstract in Portuguese:

No Brasil, acidentes ofídicos são frequentemente citados como causa de mortalidade em ruminantes, mas existem discrepâncias em relação a sua atual prevalência, seja por falta de diagnóstico ou por erros no diagnóstico diferencial. Entre os fatores que dificultam o diagnóstico estão as inconsistências para distinguir entre os acidentes causados por Bothrops e Crotalus, responsáveis por mais de 90% dos casos. Para o diagnóstico de envenenamentos por Lachesis muta, devem ser considerados os efeitos neurotrópico e proteolítico/hemolíticos concomitantes, a exemplo do que ocorre com algumas cascavéis norte-americanas (Crotalus scutulatus, entre elas). Este artigo descreve os principais achados clinicopatológicos e laboratoriais observados em casos de envenenamento pelas serpentes citadas e sugere um roteiro simplificado para o estabelecimento do diagnóstico e diagnóstico diferencial, a partir de uma sequência lógica, baseada em evidências epidemiológicas e achados clínicos, laboratoriais e patológicos.


#2 - Troponin C in the immunohistochemistry detection of early regressive changes in sheep myocardium naturally poisoned by Amaranthus spinosus (Amaranthaceae), 36(2):83-89

Abstract in English:

ABSTRACT.- Costa S.Z.R., Peixoto P.V., Brust L.A.C., d’Avila M.S., Santos A.M., Driemeier D., Nogueira V.A. & França T.N. 2016. [Troponin C in the immunohistochemistry detection of early regressive changes in sheep myocardium naturally poisoned by Amaranthus spinosus (Amaranthaceae).] Troponina C na detecção imuno-histoquímica de alterações regressivas precoces no miocárdio de ovinos naturalmente intoxicados por Amaranthus spinosus (Amaranthaceae). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):83-89. Curso de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, BR-465 Km 7, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: samayzillmann@gmail.com Amaranthus spp. are nephrotoxic plants popularly known as “pigweed”. In cases of poisoning by these plants, the main histopathological alteration is found in the kidneys as toxic tubular nephrosis; however, in some cases, there may be cardiac changes. ECG changes associated with hyperkalemia have been described in pigs poisoned by Amaranthus retroflexus. Degeneration and necrosis of myocytes have been described in pigs poisoned by A. caudatus and sheep poisoned by A. spinosus. There are doubts regarding cardiac changes, since in most cases they are incipient and don’t exhibit inflammatory reaction, which can lead to misinterpretation. For this study, paraffin blocks with tissues from a poisoning outbreak by A. spinosus in southeastern Brazil were used. The objective of the study was to detect the presence of incipient regressive changes in the myocardium of sheep poisoned by A. spinosus using anti-troponin C antibody-based immunohistochemistry. Fragments of hearts from 8 adult sheep and 2 fetuses naturally poisoned by A. spinosus were used. In the immunohistochemistry evaluation of the 8 hearts from the adult sheep there were several groups of myocytes with significant decrease or absence of immunoreactivity for anti-troponin C antibody. In most cases, these same areas on Hematoxylin and Eosin (HE) staining exhibited changes that varied from mild cellular tumefaction to increased eosinophilia, as well as loss of striation, cell lysis and karyolysis, sometimes accompanied by inflammatory infiltrate. In four cases, it was possible to notice that several small groups of myocytes exhibited decreased immunoreactivity corresponding to cells with undetectable or very subtle alterations on HE staining. The hearts of both fetuses did not exhibit areas with loss or decreased immunoreactivity for the anti-troponin C antibody. The results of this immunohistochemical evaluation confirmed the presence of incipient regressive changes and confirmed the occurrence of well-established necrotic lesions in the myocardium of sheep poisoned by Amaranthus spinosus. There was correspondence between areas where immunostaining for troponin was absent and areas with the most marked lesions observed after HE staining. Additionally, the technique was able to detect lesions at a very early stage (myocardial areas with no morphological signs of insult), and demonstrated that the most insulted/injured areas were larger than estimated by observation of HE-stained samples. This study demonstrates the need to better investigate the possible participation of hyperkalemia and other metabolic alterations present in acute renal lesion in the genesis of rapid-onset cardiac lesions, i.e. those not related to vascular lesions caused by long-term uremia.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Costa S.Z.R., Peixoto P.V., Brust L.A.C., d’Avila M.S., Santos A.M., Driemeier D., Nogueira V.A. & França T.N. 2016. [Troponin C in the immunohistochemistry detection of early regressive changes in sheep myocardium naturally poisoned by Amaranthus spinosus (Amaranthaceae).] Troponina C na detecção imuno-histoquímica de alterações regressivas precoces no miocárdio de ovinos naturalmente intoxicados por Amaranthus spinosus (Amaranthaceae). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):83-89. Curso de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, BR-465 Km 7, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: samayzillmann@gmail.com Amaranthus spp. são plantas nefrotóxicas popularmente conhecidas como “caruru”. Em casos de intoxicação por estas plantas, a principal alteração histopatológica está presente no rim, sob forma de nefrose tubular tóxica, porém em alguns casos pode haver alterações cardíacas. Alterações no eletrocardiograma, compatíveis com quadros de hipercalemia, foram descritas em suínos intoxicados por Amaranthus retroflexus e lesões como degeneração e necrose de miócitos cardíacos descritas em suínos intoxicados por A. caudatus e ovinos intoxicados por A. spinosus. Há dúvidas com relação às alterações cardíacas, que, na maioria dos casos, são incipientes, o que pode levar a erros de interpretação. Para a realização do trabalho foram utilizados blocos parafinados oriundos de um surto natural de intoxicação por A. spinosus no sudeste do Brasil. Esse estudo teve como objetivo detectar a presença de alterações regressivas incipientes no miocárdio de ovinos intoxicados por A. spinosus, através da utilização imuno-histoquímica do anticorpo anti-troponina C. Foram utilizados fragmentos de coração de 8 ovinos adultos e 2 fetos, intoxicados naturalmente por A. spinosus. Estes fragmentos foram submetidos à técnica de imuno-histoquímica com a utilização do anticorpo anti-troponina C. Pela avaliação imuno-histoquímica do coração dos oito ovinos adultos observaram-se diversos grupos de miócitos com diminuição significativa ou ausência de imunorreatividade para o anticorpo anti-troponina C; essas áreas correspondiam, em grande parte, aos mesmos grupos de miócitos que apresentavam, pela coloração de Hematoxilina e Eosina (H.E.) alterações que variavam de leve tumefação celular a aumento da eosinofilia, perda de estriação, lise celular e cariólise, ou mais raramente, acompanhadas de infiltrado inflamatório. Em quatro casos foi possível notar que diversos pequenos grupos de miócitos que tinham marcada diminuição de imunorreatividade, correspondiam a células com alterações imperceptíveis ou muito discretas no H.E. Nos corações dos dois fetos não houve áreas com perda ou diminuição de imunorreatividade para o anticorpo anti-troponina C. Os resultados da avaliação imuno-histoquímica confirmaram a presença tanto de alterações regressivas incipientes, quanto ratificaram a ocorrência de lesões necróticas já bem instaladas no miocárdio de ovinos intoxicados por Amaranthus spinosus. Verificou-se correspondência entre as áreas com ausência de imunorreatividade à troponina com as áreas de lesões mais marcadas no H.E.. Adicionalmente, a técnica foi capaz de detectar lesões muito precoces (locais do miocárdio sem sinais morfológicos de agressão), e demonstrou que as áreas agredidas/lesadas eram maiores que o evidenciado no HE. Esse estudo demonstra a necessidade de melhor se investigar a possível participação da hipercalemia e de outras alterações metabólicas presentes na lesão renal aguda, na gênese das lesões cardíacas de rápida instalação, ou seja, aquelas não correlacionadas às lesões vasculares determinadas pela uremia de longa duração.


#3 - Cattle diseases associated with consumption of beer residues, 35(12):956-964

Abstract in English:

ABSTRACT.- Brust L.A.C., Aragão A.P., Bezerra Jr P.S., Galvão A., França T.N., Graça F.A.S. & Peixoto P.V. 2015. [Cattle diseases associated with consumption of beer residues.] Enfermidades em bovinos associadas ao consumo de resíduos de cervejaria. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(12):956-964. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br The use of brewery by-products in cattle feed has grown in recent years as an excellent alternative for maintenance or increase in cattle productivity especially in Southeastern Brazil. Among the most employed by-products are malted barley waste and brewer’s yeast, a liquid by-product that contains alcohol and is widely used in the State of Rio de Janeiro. Careless or incorrect use of these products, as well as inadequate storage, can cause ethanol poisoning, neurotoxicosis by Aspergillus clavatus, ruminal acidosis and botulism. This paper highlights the importance of these conditions as causes of severe economic losses to livestock, and provides support for the establishment of diagnosis, differential diagnosis and prophylaxis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Brust L.A.C., Aragão A.P., Bezerra Jr P.S., Galvão A., França T.N., Graça F.A.S. & Peixoto P.V. 2015. [Cattle diseases associated with consumption of beer residues.] Enfermidades em bovinos associadas ao consumo de resíduos de cervejaria. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(12):956-964. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br A utilização de subprodutos de cervejaria na alimentação de bovinos tem crescido nos últimos anos como uma excelente alternativa na manutenção ou aumento da produtividade na bovinocultura, sobretudo na Região Sudeste. Entre os resíduos mais empregados estão o bagaço de malte oriundo da “cevada” e o “levedo de cerveja”, um subproduto líquido que contém álcool, muito utilizado no Estado do Rio de Janeiro. O uso incorreto ou sem os devidos cuidados, bem como o armazenamento de forma inadequada, contudo, podem ser responsáveis por quadros de intoxicação por etanol, neurotoxicose por Aspergillus clavatus, acidose ruminal e botulismo. Esse trabalho tem por intuito alertar para a importância dessas condições como causa de sérios prejuízos econômicos à pecuária e fornecer subsídios para o estabelecimento do diagnóstico, diagnóstico diferencial e profilaxia das mesmas.


#4 - Hereditary encephalopaty of cattle in Espírito Santo state, Brazil, 31(9):723-730

Abstract in English:

ABSTRACT.- Peixoto P.V., Cunha B.M., França T.N., Bezerra Junior P.S., Brust L.A.C., Terra T.M.F & Armién A.G. 2011. [Hereditary encephalopaty of cattle in Espírito Santo state, Brazil.] Encefalopatia hereditária em bovinos no Estado do Espírito Santo. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(9):723-730. Departamento de Nutrição Animal e Pastagem, Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br The epidemiological, clinical and pathological aspects of a neurological disease have been described in cattle in the Ecoporanga county, northeastern Espírito Santo, Brazil. This disease of the central nervous system occurred only in daughters of a 5-year-old Nelore bull crossed with Nelore x Quianini cows. The clinical signs, which were detectable immediately or in the first weeks after birth, are characterized by ataxia, instability, circling, abnormal position of the limbs when standing or walking (removal and/or deviation of members from the normal position) and lateral deviation of the vertebral column (main axis of the body in diagonal). The disease is expressed by variable widths in their clinical manifestations. Most affected animals died due to incapacity of milk or food intake. The macroscopic examination shows variable degree of asymmetric sectorial depressed areas of the frontal and temporal telencephalic cortex, and in the cortex of the cerebellum, as well as correspondent muscular (appendicular) atrophy. Histological examination revealed that the depressed areas are due to the sectorial reduction of neuronal populations (probably atrophy/abiotrophy), mainly in the frontal and temporal brain lobes, and in the molecular and granular layers of the cerebellar cortex. Morphometric, immunohistochemical and ultrastructural studies are underway and should provide more information about the microscopical and pathogenetic aspects. Epidemiological data indicate that the illness is directly linked to the chromosome X, with complete penetration and variable expressiveness.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Peixoto P.V., Cunha B.M., França T.N., Bezerra Junior P.S., Brust L.A.C., Terra T.M.F & Armién A.G. 2011. [Hereditary encephalopaty of cattle in Espírito Santo state, Brazil.] Encefalopatia hereditária em bovinos no Estado do Espírito Santo. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(9):723-730. Departamento de Nutrição Animal e Pastagem, Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: peixotop@ufrrj.br Descrevem-se os aspectos epidemiológicos e clínico-necroscópicos de uma doença neurológica hereditária observada em bovinos no município de Ecoporanga, norte do Estado do Espírito Santo. Trata-se de enfermidade do sistema nervoso central verificada exclusivamente em fêmeas, filhas de touro reprodutor de 5 anos de idade da raça Nelore, oriundo do município de Curvelo, Minas Gerais, com vacas mestiças Nelore x Quianini; bezerros machos oriundos deste cruzamento não demonstraram quaisquer sinais relacionados à enfermidade. Os sinais clínicos, presentes ao nascimento ou detectáveis nas primeiras semanas de vida, caracterizam-se por ataxia, perda do equilíbrio, instabilidade, andar em círculos, posicionamento incorreto dos membros no animal em estação ou em marcha (afastamento e/ou desvio de membros da posição normal) e desvio lateral da coluna (eixo principal do corpo em diagonal). De animal para animal, há marcada variação na intensidade das manifestações clínicas. Os bovinos mais afetados morrem devido à incapacidade de se alimentar. O exame macroscópico evidenciou, em grau variável de intensidade, áreas de depressão assimétrica setorial, sobretudo nos lobos frontal e temporal do córtex telencefálico e no córtex cerebelar. Em adição observou-se atrofia de grupos musculares de membros correspondentes às porções defeituosas no sistema nervoso central. O estudo histológico inicial revelou que as áreas deprimidas devem-se à redução setorial de populações neuronais (provavelmente abiotrofia/atrofia) principalmente nos lobos cerebrais frontal e temporal e nas camadas granular e molecular do córtex cerebelar. Estudos morfométrico, imunohistoquímico e ultraestrutural estão sendo realizados e devem trazer mais informações sobre os aspectos microscópicos e patogenéticos. Os achados epidemiológicos indicam que a enfermidade está diretamente ligada ao cromossoma X, com penetrância completa e expressividade variável.


#5 - Amaranthus spinosus (Amaranthaceae) poisoning in sheep in southern Brazil, 23(4):179-184

Abstract in English:

ABSTRACT.- Peixoto P.V., Brust L.A.C., Brito M.F., França T.N., Cunha B.R.M. & Andrade G.B. 2003. [Amaranthus spinosus (Amaranthaceae) poisoning in sheep in southern Brazil.] Intoxicação natural por Amaranthus spinosus (Amaranthaceae) em ovinos no Sudeste do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 23(4):179-184. Depto Nutrição Animal e Pastagem, Inst Zootecnia, UFRRJ, Seropédica, RJ 23835-000, Brazil. An outbreak of acute poisoning caused by Amaranthus spinosus is described in ewes of Southern Brazil. The clinical signs were characterized by uremic halitosis, loss of ruminal motility, dispnoea and abortion. Grossly in the kidneys there were pale red spots, white streaks extending from cortex to medulla, and congestion. Histologically there was a severe acute tubular nephrosis, dispersed foci of coagulative necrosis in the tiver, areas of coagulative necrosis in the myocardium and acute incipient interstitial pneumonia as well as secondary bronchopneumonia. Myocardial coagulative necrosis observed in seven sheep was attributed to hyperkalemia secondary to renal insufficiency. No references to spontaneous A. spinosus poisoning in sheep was found in the literature. Attempt to reproduce the poisoning by administration·of the plant to sheep was insuccessful, probably because A. spinosus used was not from fertilized areas.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Peixoto P.V., Brust L.A.C., Brito M.F., França T.N., Cunha B.R.M. & Andrade G.B. 2003. [Amaranthus spinosus (Amaranthaceae) poisoning in sheep in southern Brazil.] Intoxicação natural por Amaranthus spinosus (Amaranthaceae) em ovinos no Sudeste do Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira 23(4):179-184. Depto Nutrição Animal e Pastagem, Inst Zootecnia, UFRRJ, Seropédica, RJ 23835-000, Brazil. No Estado do Rio de janeiro descreve-se um surto de intoxicação aguda por Amaranthus spinosus em 12 ovelhas, caracterizado clinicamente por hálito urêmico, ausência de movimentos ruminais, dispnéia e aborto. Os animais foram colocados em um pasto adubado e severamente invadido pela planta. A necropsia realizada em seis ovinos revelou rins pálidos, em geral, com estriações esbranquiçadas desde o córtex até a medula; em um animal verificaram-se diversos infartos sob forma de figuras geométricas no córtex. O fígado apresentava-se mais claro, por vezes com lobulação evidente. Em um animal verificaram- se áreas pálidas no miocárdio. Os pulmões congestos, algo mais pesados e consistentes, por vezes evidenciavam áreas de hepatização vermelha e cinzenta na porção cranial. Petéquias, equimoses e sufusões foram observadas em serosas, na mucosa do tubo digestório e em outros órgãos. Ao exame histológico verificaram-se acentuada nefrose tubular tóxica, focos aleatórios de necrose coagulativa no fígado, áreas de necrose coagulativa no miocárdio e pneumonia intersticial aguda incipiente acompanhada por áreas de broncopneumonia. Na literatura não foram encontradas referências à intoxicação natural por A. spinosus em ovinos. Tentativas de reprodução da intoxicação coma planta em ovinos, não foram bem sucedidas, provavelmente porque, nos experimentos, não se utilizou A. spinosus proveniente de áreas adubadas. A necrose do miocárdio encontrada, ao exame microscópico do coração de diversos animais foi atribuída a hipercalemia secundária à insuficiência renal, ao passo que a gênese dos infartos renais verificados em um ovino permanece obscura.


#6 - Experimental studies in cattle with cyanogenic plants, 19(2):84-90

Abstract in English:

ABSTRACT.- Tokarnia C.H., Peixoto P.V, Brito M.F., Duarte M.D. & Brust L.A.C. 1999. [Experimental studies in cattle with cyanogenic plants.] Estudos experimentais em bovinos com plantas cianogênicas. Pesquisa Veterinária Brasileira 19(2):84-90. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Km 47, Seropédica, RJ 23851-970, Brazil. These studies were performed in arder to obtain additional data on Brazilian cyanogenic plants. Three animals, severely poisoned by Piptadenia macrocarpa ( =Anadenanthera macrocarpa), recovered readilywhen treated intravenously with 660 mg/kg of sodium hyposulphite (sodium thiosulphate) plus 30 g dissolved in water given by stomach tube. Fresh leaves (in the sprouting phase), fed in October, were more poisonous than mature leaves fed in March. Dried leaves slowly lost their toxicity within a few months. Both the fresh and dried leaves of Piptadenia viridiflora showed similar toxic effects to P. macrocarpa. As this was also readily reversed by the administration of sodium hyposulphite in two animals, P. viridiflora can be included in the group of toxic cyanogenic plants. Four animals severely poisoned by the leaves of Holocalyx glaziovii ( =Holocalyx balansae) also recovered readily after receiving sodium hyposulphite. The dried leaves of H. glaziovii also slowly lost their toxicity within a few months. Two animals severely poisoned by the leaves of Manihot glaziovii also recovered readily with sodium hyposulphite. However, dried leaves were no longer poisonous. The leaves of H. glaziovii and of M. glaziovii always gave a quick (in less than 5 minutes) positive reaction to the picrate test for cyanide. Those of P. macrocarpa and P. viridiflora reacted more slowly (after 15 and 10 to 30 minutes respectively) when in the sprouting stage, and even slower when the leaves were mature. The slower reactions seen with Piptadenia spp indicate a slower breakdown of the hidrocyanic glycosides and this also explains the longer course of poisoning seen in cattle fed these species. The dried leaves of Piptadenia spp and also of H. glaziovii gave slower reactions than the fresh leaves. These data permit the conclusion that the picrate test for cyanide is of relative value when evaluating the amount of cyanogenic glycosides in plants.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Tokarnia C.H., Peixoto P.V, Brito M.F., Duarte M.D. & Brust L.A.C. 1999. [Experimental studies in cattle with cyanogenic plants.] Estudos experimentais em bovinos com plantas cianogênicas. Pesquisa Veterinária Brasileira 19(2):84-90. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Km 47, Seropédica, RJ 23851-970, Brazil. O presente estudo experimental foi realizado com a finalidade de preencher lacunas no conhecimento sobre algumas plantas cianogênicas no Brasil. Observou-se que três bovinos gravemente intoxicados por Piptadenia macrocarpa (=Anadenanthera macrocarpa), desenvolveram o clássico quadro de intoxicação cianídrica, mas se recuperaram de imediato quando tratados pela aplicação endovenosa de 660 mg/kg de hipossulfito (tiossulfato) de sódio, associada à administração de 30 g da mesma substância, dissolvidos na água, por sonda esofagiana. Verificou-se ainda que as folhas dessa planta são mais tóxicas em outubro (fase de brotação) do que em março (folhas maduras) e que as folhas dessecadas perdem lentamente em toxidez, no decorrer de meses. As folhas frescas, e também a dessecadas, de Piptadenia viridiflora produziram quadro clínico-patológico muito semelhante ao observado na intoxicação por P. macrocarpa, também rapidamente reversível, em dois bovinos, pela administração de hipossulfito de sódio, o que permite inseri-la entre as plantas cianogênicas. Quatro bovinos gravemente intoxicados pelas folhas de Holocalyx glaziovii se recuperaram prontamente após a administração de hipossulfito de sódio; verificou-se que as folhas dessecadas dessa planta perdem lentamente em toxidez, no decorrer de meses. Dois bovinos gravemente intoxicados pelas folhas de Manihot glaziovii se recuperaram de imediato pelo tratamento com hiposulfito de sódio. As folhas dessecadas desta planta perderam a sua toxidez. Com Holocalyx glaziovii e Manihot glaziovii, as reações positivas pelo teste do papel picro-sódico foram sempre muito rápidas (dentro de 5 minutos), enquanto que com Piptadenia macrocarpa e Piptadenia viridiflora as reações foram mais lentas (dentro de 15 minutos e de 10 a 30 minutos respectivamente) para a brotação, e ainda mais retardàdas para as folhas maduras. A·reação mais lenta, observada no teste do papel picro-sódico com as folhas de Piptadenia spp., indica·um desdobramento mais vagaroso do glicosídeo cianogênico e está de acordo com a evolução mais longa observada na intoxicação por essas plantas. As folhas dessecadas de Piptadenia spp e também de H. glaziovii forneceram reações mais lentas que as folhas frescas. Esses dados permitem concluir que o teste do papel picro-sódico tem valor apenas relativo na avaliação das concentrações de glicosídeos cianogênicos em material vegetal.


#7 - Experiments in cattle with the pods of Enterolobium contortisiliquum e E. timbouva to determine photosensitive and abortive properties, 19(1):39-45

Abstract in English:

ABSTRACT.- Tokarnia C.H., Döbereiner J., Dutra I.S., Brito I.S., Chagas B.R., França T.N. & Brust L.A.G. 1999 [Experiments in cattle with the pods of Enterolobium contortisiliquum e E. timbouva to determine photosensitive and abortive properties.] Experimentos em bovinos com as favas de Enterolobium contortisiliquum e E. timbouva para verificar propriedades fotossensiblizantes e/ou abortivas. Pesquisa Veterinária Brasileira 19(1):39-45. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Km 47, Seropédica, RJ 23851-970, Brazil. The pods of Enterolobium spp (Leg.Mimosoideae) are said to cause photsensitivity and abortion in cattle. The pods of E. contortisiliquum and E. timbouva ("tamboril" or "timbaúba"), collected at various localities, in two occasions during outbreaks of photosensitization and abortions, were fed in single and repeated doses to young bovines and to cows in calf. In ali experiments the animals showed only diarrhoea and loss of apetite, as it had been already seen in previous experiments with E. contortisiliquum performed in Fortaleza, northeastern Brazil. Also it was seen again that the animals become tolerant to the toxicity of the pods if they get successive doses. The experiments did not reveal possible conditions necessary for the pods of Enterolobium contortisiliquum and E. timbouva to cause photosensitization and/or abortion.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Tokarnia C.H., Döbereiner J., Dutra I.S., Brito I.S., Chagas B.R., França T.N. & Brust L.A.G. 1999 [Experiments in cattle with the pods of Enterolobium contortisiliquum e E. timbouva to determine photosensitive and abortive properties.] Experimentos em bovinos com as favas de Enterolobium contortisiliquum e E. timbouva para verificar propriedades fotossensiblizantes e/ou abortivas. Pesquisa Veterinária Brasileira 19(1):39-45. Projeto Sanidade Animal Embrapa/UFRRJ, Km 47, Seropédica, RJ 23851-970, Brazil. Em função de históricos obtidos, no presente estudo tentou-se reproduzir, em bovinos, fotossensibilização e/ou aborto com as favas de Enterolobium spp (Leg. Mimosoideae). As favas de E. contortisiliquum e E. timbouva ("tamboril" ou "timbaúba"), de diversas procedências, inclusive as colhidas durante dois surtos de intoxicação caracterizados por fotossensiblilização e aborto, foram administradas em doses únicas e repetidas, a bovinos jovens e a vacas em gestação. Em todos os experimentos realizados, a resposta à ingestão das favas independentemente da procedência, sempre foi caracterizada por diarréia e diminuição do apetite, passageiras. Também ficou evidente que os animais mostram menor sensibilidade, à medida que ingerem as favas seguidamente. Os experimentos não revelaram possíveis fatores envolvidos ou eventuais condições necessárias para que as favas de Enterolobium contortisiliquum e E. timbouva causem fotossensiblização e/ou aborto.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV
-->